A genialidade por trás de Beleza Americana

Beleza Americana é um filme muito popular dos anos 90, ganhador do Oscar de Melhor Filme em 2000 (já que o filme foi lançado em 1999), mas mesmo assim, podemos classificar as pessoas em três grupos: a) os que assistiram e o veneram, b) os que assistiram e não entendem o motivo do filme ser venerado e c) os que ainda não assistiram.

Mas afinal, o que tem de tão especial com esse filme? A resposta está no slogan: “look closer” (“olhe mais perto”), que faz uma referência a narrativa e também a rosa americana, símbolo do filme – a rosa americana é linda, mas se você olhar bem de pertinho verá que ela é cheia de espinhos.

American beauty Caroline1

Inicialmente, American Beauty parece um filme comum, e de certa forma é, o que o torna ainda mais intrigante.

Lester Burham (Kevin Spacey) é mais um homem americano, vivendo sua vida aparentemente perfeita: Lester tem uma família feliz, uma boa casa no subúrbio e um emprego que lhe proporciona uma vida confortável; até que, (tcharam!) olhemos mais perto: Lester odeia seu emprego monótomo, vivendo numa constante insatisfação, além disso, seu casamento esfriou há anos, ele não sente mais desejo por sua esposa, os dois brigam constantemente, e sua filha adolescente o odeia. – mas isso nós só sabemos ao olhar da porta para dentro.

beleza_americana_03-thumb-800x342-132135

 

Durante uma apresentação escolar de sua filha, Jane (Thora Birch), Lester se vê hipnotizado por uma das colegas de Jane. E desde então, ele decide mudar.

Ao desenrolar da história, fica nítido que todos tem seus segredos, o quão podre algumas pessoas podem ser, o quanto as aparências enganam, e o quão perturbado alguém pode se tornar por isso.

Tudo é muito simples. Além de ser uma das melhores estruturas de roteiro que já existiu, a fotografia deslumbrante ilustra perfeitamente os padrões da sociedade, e entrega uma das, se não a melhor, performance de Kevin Spacey, tudo com muita sutileza.

Beleza Americana quase parece que foi gravado com câmeras escondidas, não pelo formato, mas pela verdade com que transmite. Não tem efeitos especiais, ou um plot twist chocante, não tem cenas de perseguição, ou qualquer coisa extraordinária. É quieto, é calmo, é perfeito. Até que você olhe mais perto.

 

 

Visite o meu canal

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s