Oscar 2017: Jake Gyllenhaal comenta sobre as polêmicas indicações

Após uma exibição de “Animais Noturnos” no dia em que as nomeações ao Oscar foram anunciadas, Jake Gyllenhaal compartilhou sua opinião sobre o que ele considerava um desprezo por parte das indicações.

Não, Gyllenhaal não disse que ele deveria ser indicado, embora o ator tenha entregado uma das mais complicadas, convincentes e vívidas performances do ano no sombrio thriller psicológico  de Tom Ford, no qual ele desempenhou papéis duplos. Em um terço do filme ele é um jovem escritor do Texas chamado Edward, se envolvendo em um complicado relacionamento com sua namorada dos tempos de faculdade (Amy Adams). Ele também interpreta Tony, um personagem fictício no romance de Edward, que é aterrorizado junto com sua família em uma rodovia à noite.

Ele foi indicado ao British Academy Award (BAFTA) por seu desempenho no longa. Vale lembrar que Gyllenhaal ganhou o BAFTA como melhor ator coadjuvante em 2006 com “O segredo de Brokeback Mountain”, e foi indicado em 2015 com “O Abutre” (Nightcrawler).

No entanto, Gyllenhaal apoiou não o seu trabalho, mas uma das adaptações que acredita merecer um reconhecimento mais sério: “Deadpool”, que não recebeu nenhuma indicação ao prêmio.

deadpool_11-1-750x380

“Nós falamos de performances brilhantes o tempo todo, vocês sabem, os atores que se despedaçam em favor de seus papéis, é nisso que eu acredito. Mas então eu olho para Ryan Reynolds em ‘Deadpool’ e digo: ‘Ninguém pode fazer isso, só ele’. “Isso é ele, pura e verdadeiramente. Como artista, ele lutou durante anos para descobrir isso e está tudo lá na tela. Ele é brilhante”, desabafa Gyllenhaal, que dividirá a tela com Reynolds no vindouro scy-fi “Life“.

Reynolds aspirava interpretar o anti-herói da Marvel por mais de uma década (até mesmo aparecendo como uma versão ridícula do personagem em “X-Men Origens: Wolverine”, de 2009) até finalmente ganhar uma chance através da Fox. Dirigido por Tim Miller, o filme estrou em fevereiro do ano passado e arrecadou US$ 363 milhões de dólares.

Gyllenhaal acrescenta: “Claro que é um filme de quadrinhos e ganhou muito dinheiro, mas isso não diminui o extraordinário trabalho de Ryan. Porque é ele. Quero dizer, vamos perguntar a nós mesmos: ‘O que mais queremos das pessoas que atuam? Algo que eles interpretem com coração, como eles mesmos'”.

Fonte: EW

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s